Please reload

Posts Recentes

Yoga e seus benefícios

March 27, 2020

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Como a neuroplasticidade nos ajuda diariamente

Cérebro é capaz de fazer novas conexões a partir de desafios inéditos

 

 

Sabe quando a gente aprende a tocar um instrumento musical e depois de muita prática pegamos o jeito? Isso se deve à neuroplasticidade. Mas, afinal de contas, o que significa isso?


As células nervosas do cérebro, também conhecidas como neurônios, formam conexões que possibilitam desde movimentos do corpo a pensamentos e emoções. Essas conexões são como caminhos, que se estabelecem cada vez mais fortemente dependendo de seu nível de uso. Ou seja, se você não sabia tocar esse instrumento, seu cérebro deu um jeito de se reorganizar para criar um novo caminho. A partir do momento que você se dedica em praticar o que aprendeu, esse caminho se estabelece no seu cérebro. 


Isso não diz respeito apenas a instrumento musicais. Se você está passando por uma situação desafiadora pela primeira vez, seu cérebro pode se reorganizar e se reestruturar para encontrar um novo caminho. Quanto mais ele está exposto ao novo desafio, mais ele se reorganiza para estabelecer uma nova conexão. 


Quando nascemos, nosso cérebro conta com muito mais células do que a gente precisa. O cérebro pode formar novas conexões, produzir novas células, assim como esculpir conexões existentes para ser mais eficiente. Essa habilidade de esculpir conexões é a forma mais comum de neuroplasticidade à medida que nos desenvolvemos. Esta é a maneira do cérebro ser eficiente e perder células de caminhos que não estão em uso no momento.


Nosso cérebro muda ao longo da vida, mas há períodos sensíveis de desenvolvimento, nos quais o cérebro é mais flexível – entre o nascimento e os 2 anos de idade, entre 4 e 6 anos de idade, e em torno da puberdade. No entanto, a plasticidade ocorre ao longo da vida. 


Estudos científicos mostram que podemos moldar nossos cérebros de maneiras mais adaptativas e benéficas, a partir de hábitos saudáveis. Como nossos cérebros estão constantemente sendo moldados, na maioria das vezes, sem querer, cientistas vêm investigando diferentes tipos de intervenções para ajudar indivíduos com diferentes problemas de saúde. Por isso, durma e se alimente bem, além de procurar estar sempre aprendendo algo novo. Exercite e cuide do seu cérebro da mesma forma que você se preocupa com o resto do seu corpo. 

 

Leia mais em: Center Healthy Minds

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga